Optar por um emprego ou por um negócio de multi-nível?

Neste artigo irei falar sobre as perspectivas que as pessoas têm trabalhando no mercado tradicional. Afinal o que este mercado nos tem reservado?

Desde que nascemos geralmente a sociedade e família dizem que temos que estudar o máximo que poderemos, assim encontraremos um emprego seguro. De facto conhecimento é muito importante e Portugal tem duplicado o numero de pessoas licenciadas, assim como, o conhecimento nos últimos 10 anos. Mas nem por isso o país está mais rico! Se conhecimento fosse igual a mais riqueza estaríamos melhor, concorda? Então o que se passa?! O que é um emprego seguro? Será um emprego como efectivo? Será trabalhar numa empresa grande? É ser um funcionário público?

Digamos que esteja nesse emprego seguro, trabalha muitos anos nesse emprego até se reformar. Segundo as estatísticas, a maioria esmagadora dos reformados recebem um salário mínimo, quando necessitam de dois salários mínimos para fazer frente às suas carências. Este é o plano que o mercado tradicional nos proporciona, são vários anos a trabalhar, dedicando-se a realizar os sonhos do “patrão” e no final ter que continuar a trabalhar para conseguir viver!

O nosso sistema convenceu-nos que isto é uma boa coisa, ter que trabalhar muito para que no final da nossa vida possamos ter essa maravilha de reforma. Eu não sou contra o trabalho, porem sei que existem outras formas diferentes de produzir o nosso sustento com mais independência,  mesmo que a nossa família nos diga que isso não dá resultados, mesmo que isso exija tempo e determinação temos que ir em frente.

Outro ponto que vejo hoje na nossa sociedade, é o facto de não importar o quanto você tenha estudado, o seu patrão sempre vai fazer de tudo para pagar o menor salário que ele puder, pois ele quer ter lucro. Se ele puder encontrar alguém igual a si que aceite receber metade do seu salário, ele vai escolher essa pessoa. Ao analisarmos bem a lógica do mercado trabalho tradicional, vemos que há muita pressão, medo de sermos despedidos pois existem milhares de pessoas desempregadas que procuram um numero limitado de vagas. Esta é a realidade do tradicional!

E se decidir abrir um negócio próprio, talvez uma pastelaria, uma loja de calçado, ou qualquer outro negócio, qual é o problema? Bem infelizmente existem alguns, o ter que fazer um grande investimento, depois demora para ter lucro e pagar o investimento, contratar funcionários, pagar o aluguer do espaço físico, pagar contas de electricidade, telefone, etc. Note que existe uma grande percentagem (95%) de negócios tradicionais que vão à falência no seu primeiro ano de existência.

Então será que existe algum tipo de sistema menos tradicional, que seja inovador e promissor? Claro que sim, nem tudo é mau. Já fiz um artigo sobre esse mercado – o marketing multi-nível. Nesse sistema não existe patrão, nem empregados, o investimento é baixo e o retorno é rápido comparado com o sistema tradicional, e ainda temos possibilidades de ganhar dinheiro enquanto estamos aprendendo.

Geralmente em boas empresas de marketing multi-nível, existe formação constante onde aprendemos com quem realmente tem resultados e conhece o caminho do sucesso. Realmente é uma grande oportunidade para quem quer iniciar um negócio e mudar de vida.

Se este artigo chamou a sua atenção e se deseja saber como ter um bom negócio na área do marketing multi-nível apoiado de maneira profissional, e obter bons resultados financeiros, o melhor é inscrever-se nas minhas Webinars onde poderá assistir a várias apresentações/formações online sem sair do conforto da sua casa. Mesmo sem nenhum conhecimento inicial neste segmento, poderá aprender bastante comigo sobre estes temas. Recorde-se que sem conhecimento nada pode mudar na sua vida.

Também recomendo vivamente que leia um ebook meu em que falo sobre “as armadilhas mortais do marketing de rede” clique aqui para o baixar grátis e ler.

Obrigado por ler este artigo,
Luis Conceição

Deixe o seu comentário

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.